BULLYING SOB A ÓTICA DE JOVENS QUE FREQUENTAM O ENSINO MÉDIO

  • Adriane Barth IFMT, campus Rondonópolis
  • Aparecida de França Villwock Faculdade Centro Mato-grossense
  • Paulo Sérgio da Cruz ESFAP, Cuiabá - Mato Grosso
  • Rafael Leandro P. Mariano Silva ESFAP, Cuiabá - Mato Grosso
  • Sidney Ferreira Jaudy ESFAP, Cuiabá - Mato Grosso

Resumo

O bullying é classificado como um ato de agressão cujo caráter repetitivo afeta física e emocionalmente suas vítimas. O objetivo do presente trabalho foi verificar a percepção de jovens com relação ao bullying em seu cotidiano. Os dados foram obtidos por meio de questionário semiestruturado apresentado a 184 jovens que frequentam o Ensino Médio. Os resultados obtidos demonstraram que os participantes entendem quais ações se caracterizam como bullying, no entanto, percebe-se incongruências com relação ao conhecimento teórico e as ações práticas, pois a maioria considera a prática do bullying como uma brincadeira. A dificuldade em conversar com alguém sobre as agressões sofridas, apontada pelos participantes é preocupante, pois agrava os efeitos do bullying e prolonga a sua ação. A correlação positiva entre grau de formação formal e atos de bullying, aqui observados, demonstra que educar formalmente a população é uma das ações mais efetivas para mitigar os casos de bullying na sociedade. O bullying tem sido apresentado como um problema de saúde pública e, sendo assim, o combate a essas agressões devem ser entendidas como um compromisso de toda a sociedade, com ações que envolvam principalmente o poder público, as escolas, famílias e entidades sociais.


 

Publicado
Dez 13, 2020
Como Citar
BARTH, Adriane et al. BULLYING SOB A ÓTICA DE JOVENS QUE FREQUENTAM O ENSINO MÉDIO. South American Development Society Journal, [S.l.], v. 6, n. 18, p. 317, dez. 2020. ISSN 2446-5763. Disponível em: <http://www.sadsj.org/index.php/revista/article/view/363>. Acesso em: 28 jan. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.24325/issn.2446-5763.v6i18p317-335.