ESCOLHA EM ACESSO A MEDICAMENTOS ANTI-INFLAMATÓRIOS DE FORMA ESPONTÂNEA NO MUNICÍPIO DE OSASCO-SP

  • Danylo Augusto Armelin Claretiano - Centro Universitário de Rio Claro
  • Rodrigo Santiago Franco Dias

Resumo

Com o aumento da expectativa de vida da população é esperado um significativo incremento na demanda por medicamentos e uma das classes terapêuticas mais utilizadas são os anti-inflamatórios não esteroidais. Tendo em vista que esta classe de medicamentos é amplamente utilizada para dores e inflamações em geral, o presente estudo tem como objetivo identificar qual o medicamento de escolha na classe dos anti-inflamatórios que os moradores do município de Osasco – SP tem por hábito de compra, por busca espontânea, sem a receita médica. O instrumento utilizado para a pesquisa foi questionário realizado por plataforma digital, o estudo foi descritivo em seu objetivo e a classificação quanto a escolha do objeto de estudos foi, transversal único. Após a coleta dos dados tendo como metodologia de natureza de pesquisa quantitativa, o resultado demonstrou preferência do consumidor por drogarias de grande porte, se interessando principalmente pela comodidade de localização e preço, existe boa aceitação na utilização de medicamentos genéricos, observou-se que as patologias mais recorrentes onde o consumidor utiliza os anti-inflamatórios foram dor de garganta e dor de cabeça respectivamente.   Como conclusão o medicamento de escolha de maior utilização foi a Nimesulida seguido por Cataflan e observou-se que não houve relação quanto a faixa etária e a maior utilização de anti-inflamatórios, o que significa que a classe terapêutica em questão é utilizada em qualquer idade.

Publicado
Set 1, 2021
Como Citar
ARMELIN, Danylo Augusto; DIAS, Rodrigo Santiago Franco. ESCOLHA EM ACESSO A MEDICAMENTOS ANTI-INFLAMATÓRIOS DE FORMA ESPONTÂNEA NO MUNICÍPIO DE OSASCO-SP. South American Development Society Journal, [S.l.], v. 7, n. 20, p. 19, set. 2021. ISSN 2446-5763. Disponível em: <http://www.sadsj.org/index.php/revista/article/view/331>. Acesso em: 18 set. 2021. doi: http://dx.doi.org/10.24325/issn.2446-5763.v7i20p19-42.