CIÊNCIAS, SOCIEDADE E NATUREZA: INTERFACES ENTRE OS POVOS TRADICIONAIS E A MODERNIDADE

  • Arthur Saldanha dos Santos Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Resumo

A modernidade apresenta mudanças nas relações sociais, econômicas e ambientais, contribuindo para o surgimento de um conjunto de reflexões sobre estas formas e evidenciando a existência de uma sociedade pautada nos riscos resultantes dessas relações. Os riscos não são apenas para as populações, mas também para a própria existência do fornecimento dos recursos naturais do meio ambiente. Como resultado dessas reflexões, a incerteza surge abrindo espaços para a promoção de experiências coletivas que apresentam formas mais adequadas de interrelação netas reflexões. Partindo desse pressuposto, o objetivo deste trabalho, ancorado em revisão teórica sistemática, é compreender e analisar como as relações entre as questões ambientais e as populações tradicionais se apresentam como alternativas reflexivas neste contexto de incerteza da modernidade. Como modelo alternativo de utilização do espaço, os povos tradicionais apresentam respostas bastante proeminentes às questões ambientais por meio do seu modo de vida e relações com a natureza, se espelhando em modelos passados para vivenciar o presente e construir um futuro para as próximas gerações. Tais percepções são verificadas e afirmadas pela ciência, que busca investigar os efeitos dos avanços da existência humana e suas necessidades nas condições ambientais. Entende-se, portanto, que a minimização dos danos negativos à natureza só é possível através da junção entre as contribuições das ciências, da sociedade e da natureza. Como caso exemplar, as populações tradicionais apresentam de forma prática e concreta, alternativas frente aos desafios apresentados pela produção e consumo na atualidade que carece de práticas mais sustentáveis nessa relação.


Publicado
Abr 10, 2020
Como Citar
DOS SANTOS, Arthur Saldanha. CIÊNCIAS, SOCIEDADE E NATUREZA: INTERFACES ENTRE OS POVOS TRADICIONAIS E A MODERNIDADE. South American Development Society Journal, [S.l.], v. 6, n. 16, p. 196, abr. 2020. ISSN 2446-5763. Disponível em: <http://www.sadsj.org/index.php/revista/article/view/298>. Acesso em: 06 ago. 2020. doi: http://dx.doi.org/10.24325/issn.2446-5763.v6i16p196-211.