PERCEPÇÃO DA ARBORIZAÇÃO URBANA POR ESTUDANTES DE MARKETING

  • Flávio Henrique Mendes Universidade de São Paulo (ESALQ/USP)
  • Renata Lima Zuccherelli de Oliveira Universidade de São Paulo (EESC/USP)

Resumo

A arborização urbana exerce influência direta em nossas vidas, sobretudo num país tropical como o Brasil, no tocante ao microclima. Entretanto, diverge opiniões quanto à sua aceitação. O objetivo foi verificar a percepção de estudantes de marketing quanto à arborização urbana, para que os tomadores de decisão possam verificar o nível de conscientização ambiental e a percepção do marketing quanto às árvores, obtendo, assim, informações importantes para o planejamento urbano. Por meio de um questionário on-line com dez questões predominantemente abertas, explorou-se os conceitos do share of mind e top of mind da arborização. Os resultados revelaram uma percepção positiva, ao menos na teoria, com destaque para o ar puro (50,0%) e sombra (36,7%), enquanto que a sujeira das folhas (36,7%) e queda de galhos e árvores inteiras (23,3%) foram apontadas como os principais desserviços. O metro quadrado de copa foi valorado em R$ 7,40 (equivalente à US$ 2,00), sendo o ipê (Handroanthus spp.) a espécie mais lembrada. Entretanto, sobre quais ações poderiam ser feitas para incentivar novos plantios, 26,7% disseram não saber e 23,3% acreditam na divulgação dos benefícios ambientais. Na análise SWOT, as forças foram os benefícios; as fraquezas, os desserviços; as oportunidades, cartilhas, curiosidades e textos educativos sobre os benefícios; e as ameaças, a prática pode ser diferente da teoria.

Publicado
Ago 31, 2019
Como Citar
MENDES, Flávio Henrique; DE OLIVEIRA, Renata Lima Zuccherelli. PERCEPÇÃO DA ARBORIZAÇÃO URBANA POR ESTUDANTES DE MARKETING. South American Development Society Journal, [S.l.], v. 5, n. 14, p. 189, ago. 2019. ISSN 2446-5763. Disponível em: <http://www.sadsj.org/index.php/revista/article/view/251>. Acesso em: 19 set. 2019. doi: http://dx.doi.org/10.24325/issn.2446-5763.v5i14p189-205.