CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL – ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA NA BASE DE DADOS WEB OF SCIENCE/ISI

  • Laercio de Jesus Barros Instituto Federal de São Paulo

Resumo

Nos últimos anos, as instituições empresariais precisam incorporar em suas
estratégias de mercado a adoção de ações e práticas voltadas para a conservação
ambiental, devido à crescente pressão social a favor de uma postura
ambientalmente sustentável. Neste sentido, surge a Certificação Ambiental, cujo
propósito é sinalizar aos consumidores as diferenças entre os produtos resultantes
de processos ambientalmente sustentáveis e seus substitutos. O objetivo desta obra
é fazer uma análise quantitativa da produção científica na respectiva área que foram
publicados na base WEB OF SCIENCE/ISI. Resultados parciais indicam que: (1) No
ano de 2019 foi publicado o maior percentual de publicações no período, isto é,
quase 12% das obras encontradas; (2) os autores mais prolíficos no período foram
Panzieri M. e Vlosky R.P., com 06 dos artigos cada um, 94,69% dos autores
publicaram apenas 1 artigo sobre a temática no período analisado e não
demonstram possuir continuidade de pesquisas, os autores mais prolíficos no
período foram Panzieri M e Vlosky RP, com 06 dos artigos cada um; (3) Num
universo de 519 instituições, a UNIVERSITY OF BRITISH COLUMBIA, foi a mais
profícua produzindo 09 (2,542%) dos artigos; (4) O periódico com maior número de
pesquisas publicadas é o JOURNAL OF CLEANER PRODUCTION, com 16
publicações, representando 4.520% do total. Sugere-se que estudos futuros,
realizem pesquisas qualitativas visando um maior detalhamento sobre as reais
dificuldades vivenciadas pelos pesquisadores na produção e publicação de seus
respectivos trabalhos.

Publicado
dez 22, 2022
Como Citar
BARROS, Laercio de Jesus. CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL – ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA NA BASE DE DADOS WEB OF SCIENCE/ISI. South American Development Society Journal, [S.l.], v. 8, n. 24, p. 167, dez. 2022. ISSN 2446-5763. Disponível em: <http://www.sadsj.org/index.php/revista/article/view/525>. Acesso em: 26 jan. 2023. doi: http://dx.doi.org/10.24325/issn.2446-5763.v8i24p1167-181.