CONTRIBUIÇÕES DO MODELO TOGAF PARA AS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA

  • Pedro Henrique Camargo de Abreu Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga

Resumo

Um dos grandes desafios de uma equipe de Arquitetura Corporativa está no gerenciamento das camadas que suportam os direcionadores de negócio, pois em grande parte dos casos, as informações necessárias para esse mapeamento, existem na empresa, mas estão descentralizadas e de forma não estruturada, o que dificulta o seu registro e controle. Tendo em vista as dificuldades para consolidar a Arquitetura Corporativa nas organizações, é evidente que se torna fundamental a adoção de um método capaz de contribuir com o mapeamento e planejamento detalhado de atividades. Dessa forma, o framework TOGAF representa uma alternativa atrativa para este contexto, pois propicia o desenvolvimento de indicadores de desempenho gerenciais e auxiliares, capazes de guiar e consolidar projetos de melhoria. Sendo assim, o objetivo do presente trabalho consiste em analisar as contribuições do modelo TOGAF para as práticas de Governança Corporativa, enfatizando os fatores críticos de sucesso para a integração e padronização da Arquitetura Corporativa nas organizações. A metodologia adotada foi desenvolvida através de uma pesquisa exploratória, que contou com uma revisão sistemática da literatura. Os resultados obtidos, demonstram que a adoção e a aplicação efetiva do framework TOGAF pode proporcionar uma série de benefícios para a Governança Corporativa nas instituições, entretanto, o mesmo exige um grande comprometimento e envolvimento por parte dos envolvidos, pois somente assim, será possível alcançar os resultados esperados e consolidar a maturidade dos processos. 

Publicado
Ago 24, 2018
Como Citar
ABREU, Pedro Henrique Camargo de. CONTRIBUIÇÕES DO MODELO TOGAF PARA AS PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA. South American Development Society Journal, [S.l.], v. 4, n. 11, p. 146, ago. 2018. ISSN 2446-5763. Disponível em: <http://www.sadsj.org/index.php/revista/article/view/145>. Acesso em: 22 set. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.24325/issn.2446-5763.v4i11p146-168.