DE VALE DO SILÍCIO BRASILEIRO À CIDADE DO CONHECIMENTO: IMPLANTAÇÃO DO CONCEITO DE CIDADE DO CONHECIMENTO EM FLORIANÓPOLIS

  • Edna Gessner, Me. Universidade Federal de Santa Catarina
  • Nelson Casarotto Filho, Prof. Dr. Universidade Federal de Santa Catarina
  • Álvaro Guillermo Rojas Lezana, Prof. Dr. Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

O objetivo do artigo foi avaliar a cidade de Florianópolis em termos de implantação do conceito de cidade do conhecimento. A avaliação foi baseada no modelo proposto pelo World Capital Institute (WCI), o qual é utilizado no prêmio para cidades do conhecimento de todo o mundo Most Admired Knowledge City Award (MAKCi). A pesquisa é exploratória e utiliza dados de fontes terciárias, como sites do governo e materiais de outras pesquisas. De acordo com a análise do sistema de capitais proposto no modelo MAKCi, Florianópolis apresentou potencial para implantação de cidade do conhecimento, mas há necessidade de investimentos em saneamento e soluções para mobilidade urbana. As análises foram baseadas em dados terciários, o que limitou os resultados do estudo. Além de avaliar a cidade de Florianópolis, este estudo identificou, por meio da revisão da literatura, fatores de sucesso na implantação de cidades do conhecimento e modelos e ferramentas para avaliação dessas cidades. Estudos futuros podem ampliar as análises realizadas, bem como utilizar método quantitativo para a avaliação.

Publicado
Abr 7, 2019
Como Citar
GESSNER, Edna; FILHO, Nelson Casarotto; LEZANA, Álvaro Guillermo Rojas. DE VALE DO SILÍCIO BRASILEIRO À CIDADE DO CONHECIMENTO: IMPLANTAÇÃO DO CONCEITO DE CIDADE DO CONHECIMENTO EM FLORIANÓPOLIS. South American Development Society Journal, [S.l.], v. 5, n. 13, p. 144, abr. 2019. ISSN 2446-5763. Disponível em: <http://www.sadsj.org/index.php/revista/article/view/210>. Acesso em: 20 ago. 2019. doi: http://dx.doi.org/10.24325/issn.2446-5763.v5i13p144-165.