GESTÃO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE

REGULAMENTAÇÃO, PRÁTICAS E DESAFIOS ASSOCIADOS À LOGÍSTICA HOSPITALAR

  • José Henrique de Andrade
  • Marcela Avelina Bataghin Costa
  • Fernando Antonio Bataghin
  • Thereza Maria Zavarese Soares
  • Juliane Angelina Fávero

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo discutir a gestão dos resíduos de serviços de saúde à luz da regulamentação vigente e das práticas e desafios observados em um Hospital Universitário (HU) do interior do Estado de São Paulo. Os Resíduos de Serviços de Saúde (RSS) fazem parte dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) e, apesar da sua baixa participação em termos de volume dos RSU, geram elevada preocupação em virtude dos altos riscos à saúde e ao meio ambiente. A fim de atingir o objetivo proposto, foram realizados uma revisão da literatura sobre os temas de interesse e um estudo de caso no setor de logística do HU objeto de estudo. Como principais resultados, observou-se que o HU objeto de estudo adota práticas alinhadas à regulamentação e legislação vigente, cumprindo-as satisfatoriamente, porém apresenta desafios relacionados à segregação dos resíduos, engajamento e conscientização dos envolvidos e melhor estruturação do grupo de trabalho, desafios esses, que, se solucionados, podem contribuir significativamente para a otimização da gestão dos RSS.

Publicado
Nov 18, 2018
Como Citar
DE ANDRADE, José Henrique et al. GESTÃO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE. South American Development Society Journal, [S.l.], v. 4, n. Esp01, p. 178, nov. 2018. ISSN 2446-5763. Disponível em: <http://www.sadsj.org/index.php/revista/article/view/184>. Acesso em: 14 dez. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.24325/issn.2446-5763.vespi1p178-200.