AVALIAÇÃO DA REDE DE HIDRANTES NA CIDADE DE SÃO CARLOS-SP EM RELAÇÃO A EXPANSÃO URBANA, DENSIDADE POPULACIONAL E AGENTES DE INCÊNDIOS

  • Rafael Cavalcanti Bizerra EESC-USP
  • Paulo Cesar Lima Segantine

Resumo

O número de ocorrências de incêndios tem aumentado ano a ano em várias cidades brasileiras e grande parte destes sinistros é destrutiva e causa mortes. Um dos principais fatores responsáveis pelos resultados negativos relacionados a incêndios é a quantidade insuficiente de hidrantes instalados nas cidades, uma vez que a expansão da malha urbana e os assentamentos da população ocorrem mais rapidamente que a instalação destes equipamentos. Este estudo avalia a distribuição da rede de hidrantes na cidade de São Carlos-SP em relação a agentes de incêndio alocados na cidade e o adensamento populacional. Analisa também a relação entre expansão da malha urbana, crescimento populacional e a presença dos hidrantes, com a finalidade de estimar o crescimento das áreas de potencial risco. Os resultados permitem concluir que a cidade de São Carlos-SP apresenta insuficiência de hidrantes em relação a quantidade indicada pela instrução técnica estadual, que a rede instalada cobre apenas um terço da malha urbana e que apenas parte da população urbana é atendida pelo raio de cobertura destes equipamentos.

Publicado
Mar 14, 2018
Como Citar
BIZERRA, Rafael Cavalcanti; SEGANTINE, Paulo Cesar Lima. AVALIAÇÃO DA REDE DE HIDRANTES NA CIDADE DE SÃO CARLOS-SP EM RELAÇÃO A EXPANSÃO URBANA, DENSIDADE POPULACIONAL E AGENTES DE INCÊNDIOS. South American Development Society Journal, [S.l.], v. 4, n. 10, p. 185 - 202, mar. 2018. ISSN 2446-5763. Disponível em: <http://www.sadsj.org/index.php/revista/article/view/130>. Acesso em: 16 nov. 2018. doi: http://dx.doi.org/10.24325/issn.2446-5763.v4i10p185-202.